|Resenha| Uma Curva Na Estrada

Título Original: A Bend In The Road
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Nº de Páginas: 304
A vida do subxerife Miles Ryan parecia ter chegado ao fim no dia em que sua esposa morreu. Missy tinha sido seu primeiro amor, a namorada de escola que se tornara a companheira de todos os momentos, a mulher sensual que se mostrara uma mãe carinhosa. Uma noite Missy saiu para correr e não voltou. Tinha sido atropelada numa rua perto de casa. As investigações da polícia nada revelaram. Para Miles, esse fato é duplamente doloroso: além de enfrentar o sofrimento de perder a esposa, ele se culpa por não ter descoberto o motorista que a atropelou e fugiu sem prestar socorro. Dois anos depois, ele ainda anseia levar o criminoso à justiça. É quando conhece Sarah Andrews. Professora de seu filho, Jonah, ela se mudou de Baltimore para New Bern na expectativa de refazer sua vida após o divórcio. Sarah logo percebe a tristeza nos olhos do aluno e, em seguida, nos do pai dele. Sarah e Miles começam a se aproximar e, em pouco tempo, estão rindo juntos e apaixonados. Mas nenhum dos dois tem ideia de que um segredo os une e os obrigará a tomar uma decisão difícil, que pode mudar suas vidas para sempre. Nesta obra, Nicholas Sparks escreve com incrível intensidade sobre as difíceis reviravoltas da vida e sua incomparável doçura. Um livro sobre as imperfeições do ser humano, os erros que todos cometemos e a alegria que experimentamos quando nos permitimos amar. 

 Encontre o Livro: Skoob | Submarino | Saraiva

 Quem acompanha o blog há algum tempo, sabe da novela que é a minha relação com Nicholas Sparks. Eu adoro o autor, mas fiquei traumatizada depois do último livro que li dele (O Melhor de Mim), e estava meio com o pé atrás sobre esse. Mas superei meu trauma e vamos ver o que achei dessa volta.

  Uma Curva na Estrada conta a história de Miles Ryan, um policial da pequena cidade de New Burn que tem sua vida acabada quando recebe a notícia de que sua mulher morreu. Sozinho, sem família nem sua namorada de infância, ele tem de lidar com o trabalho, o filho pequeno e o mistério que rodeia a morte de Missy. Foi assassinato ou acidente? E onde está o responsável que dirigia o carro naquela noite?
“Só que isso já não parecia provável, por mais que Miles quisesse punir a pessoa que haviam arruinado sua vida. E era exatamente isso que ele queria fazer: queria que o sujeito pagasse caro por seus atos. Sentia que era o seu dever, tanto como marido, quanto como alguém que tinha jurado defender a lei. Olho por olho – não era isso que a Bíblia dizia?
 Pág. 50 
 Essa dúvida atormenta Miles pelos dois anos seguintes, dia após dia, até que por coincidência ele conhece Sarah, a nova professora de seu filho que pretende lhe dar uma ajuda especial. Ele nem sabe como agradecer e depois de um tempo de muita timidez e obstáculos, os dois se aproximam e começam um belo romance.
 Mas o que os dois não sabem é que um segredo pode acabar com esse amor mais rápido do que imaginam.

 Adorei a forma como o livro foi dividido. Temos pontos de vista de Sarah, Miles e também do próprio responsável pelo acidente de Missy. Alguns capítulos são dedicados a ele e contam o acidente de forma anônima e misteriosa, o que me deixou bem curiosa.
 “Não tivera escolha. Precisava ver Miles, precisa ver Jonah.
 Mesmo então, eu já sabia que nossas vidas estariam ligadas para sempre.
 Eu tinha de estar lá.
 Afinal de contas, era eu quem estava dirigindo o carro.
 Pág. 91

 Até a metade eu amei de verdade, já era um dos meus favoritos. A relação entre Sarah e Miles é tão doce, tão intensa, que é impossível não se apaixonar. Depois eu já comecei a não gostar tanto por todas as reviravoltas típicas de Nicholas Sparks e por algumas atitudes do Miles que eu achei muito desnecessárias.
 O livro é previsível, apesar de não terem pistas de quem será o assassino, quem conhece a escrita do autor já tem uma ideia, e isso me fez ficar um pouco desanimada.
 O último capítulo me conquistou. O final é muito lindo, fechado com chave de ouro.
 Em geral, posso dizer que gostei do livro, mas por essas coisinhas que falei no meio da resenha, tive que tirar uma estrelinha.
 Recomendo sim pra quem ama Nicholas e quer conhecer mais uma de suas histórias sobre amor verdadeiro.

★ ★ ★ ★

3 comentários:

  1. Minha amiga odiou essa, mas eu sou muito suspeita a falar quando se trata do Nicholas...não vejo a hora de ler esse =D

    www.resenhasealgomais.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá, adorei a sua resenha. Eu não gosto muito de livros cujo o assunto principal é o romance, sl, não me atraem. Mas eu sempre quis ler Nicholas Sparks mais porque todo mundo fala dos livros dele, uma curiosidade minha mesmo.

    Eu te indiquei para uma resenha no meu blog, se quiser fazer: http://enseada-das-letras.blogspot.com.br/2013/07/tag-versatile-blogger-e-big-brother.html#more

    Beijos.

    ResponderExcluir

  3. Oi adorei.. muito obrigado, amei a maneira que vc usou para descrever essa resenha...me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda
    www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?
    shopping.uol.com.br/e-book-reverso_2631732.html

    ResponderExcluir

Gostou? Deixe um comentário!